História

Em Fortaleza no ano de 2002, Gabriel Andrade já tinha um ideal: formar uma banda de Heavy Metal. A proposta era criar uma banda autoral e isso foi uma tarefa um tanto difícil, pois encontrar pessoas que levassem a sério um trabalho musical não foi e não é uma tarefa fácil.

Durante o feriado de carnaval do mesmo ano e por não apreciar este tipo de festa e com alguns dias livres em casa, Gabriel ocupou sua mente com a composição de algumas músicas. Após alguns arranjos tomarem forma, a ideia do projeto amadureceu e assim, passou a buscar por pessoas para complementar e auxiliar na formação de uma banda com um trabalho autoral.

Durante essa busca de músicos, a banda até então intitulada de projeto, teve como formação inicial sete integrantes, sendo dois tecladistas, um baterista, um baixista, um guitarrista e duas vocalistas. Realizaram alguns ensaios e perceberam que esta formação estava longe dos ideais buscados e sendo assim, somente Gabriel continuou com o projeto, enquanto os demais seguiram seus caminhos.

Chega o ano de 2003 e a busca por novos integrantes continua e Gabriel Andrade encontra, por intermédio de um amigo, um vocalista e em seguida um guitarrista. A partir daí o projeto é retomado e juntos iniciam o processo de criação e vocalização das primeiras músicas, sendo a primeira chamada inicialmente de “Space Dream” (mais tarde “Sense of The Life”).

Gabriel Andrade fazia parte de outra banda de metal da cidade o Ark Of Sin. Com o ritmo frenético de ensaios, shows e gravações, o projeto até então sem nome, ficou em segundo plano, mas manteve a espinha dorsal com apenas um tecladista (Gabriel Andrade), um guitarrista (Adriano Gabriel) e um vocalista (Rafael Parente). Foram 2 anos dedicados a arranjos, composições que seriam aproveitados posteriormente.

Em 2005 o projeto volta a tomar força e devido à vontade de iniciar os trabalhos, os músicos acabam realizando o seu primeiro ensaio, precisamente no dia 19 de fevereiro de 2005, com a formação: Gabriel Andrade, Adriano Gabriel, Rafael Parente e o então convidado para fazer parte do projeto o baterista Pedro Neto, que fora companheiro do Gabriel na banda Ark Of Sin. A banda realizou alguns ensaios com essa formação e por convite do guitarrista (Adriano) o baixista Berg Cavalcante junta-se ao projeto e a banda chega a uma formação com um vocalista, um guitarrista, um tecladista, um baixista e um baterista. Agora completa, a banda precisava de um nome e depois de vários dias de estudo chegaram ao nome Coldness que expressava a temática das músicas com perfeição assim como o momento que a banda estava vivendo.

Por motivos profissionais, Gabriel Andrade foi chamado para trabalhar em São Paulo e teve que se afastar da banda. A Coldness no período entre o final de 2005 até o final de 2009, passou por alguns problemas, já contava com outro tecladista que se chamava Gabriel Freire e com essa formação, chegou a realizar uma apresentação em um festival de metal da cidade, porém a apresentação não foi registrada. Assim, a banda por passar por alguns problemas de relacionamentos internos, ideologias e etc, acabou sendo deixada em segundo plano, mais uma vez, por seus integrantes e de comum acordo resolveram pausar por um tempo e repensar os horizontes que a banda buscava.

A banda passava agora por uma mudança. Gabriel junto com Pedro Neto trouxe a experiência que a banda necessitava naquele momento e juntos decidiram buscar um novo baixista. Depois de alguns contatos surge o nome de Renato que passou pela banda por alguns dias mas percebeu que não se encaixava no perfil e Gabriel foi em busca de um novo baixista e encontra o talentoso George Rolim para assumir de vez a posição de baxista da banda.

Nesse período a banda era formada por: Rafael Parente (Vocal), Adriano Gabriel (Guitarra), Gabriel Andrade (Teclado), George Rolim (Baixo) e Pedro Neto (Bateria) e para marcar essa nova fase surge a faixa “Lost in the Valley of Eternity”, a partir daí, começam a estudar a possibilidade de seu primeiro registro. Durante o processo de pré-produção o primeiro obstáculo dessa fase surge, Adriano Gabriel por motivos pessoais, deixa a banda e dá lugar ao guitarrista Paulo Bessa.

Em setembro de 2009 a banda entra em estúdio e faz o seu primeiro registro, o promo Sense of the Life com duas faixas: “Sense of the Life” e “Lost in the Valley of Eternity”. No mesmo mês viaja até a cidade de Mossoró – RN e realiza o seu primeiro show com a nova formação, show esse que teve grande aceitação pelo público presente.

A banda retorna a cidade e realiza mais um show e chega o ano de 2010. Paulo Bessa por diferenças musicais pede para sair da banda e entra em seu lugar o guitarrista Kleber Victor que realiza dois importantes shows com a banda: Rock Cordel e Forcaos ambos em Fortaleza. Em agosto de 2010, Rafael Parente (voz) e Kleber Victor (guitarra) deixam a banda e a Coldness passa a procurar por um vocalista e um guitarrista. Em meados de setembro/outubro de 2010, Diego Celedônio assume como vocalista e em fevereiro de 2011 Wilton Filho assume a posição de guitarrista.

Em 2012 a banda acaba de lançar seu “debut” Existence com 9 faixas do mais puro metal e tem no palco do Forcaos, que marcou sua última pausa, o cenário perfeito para seu retorno. Ainda em 2012 a banda realiza importantes shows logo após o lançamento do seu primeiro “debut” que foram: Forcaos, abertura da banda Viper com a participação do Andre Matos (Ex-Angra) e viaja para realizar um show em Mossoró – RN. Com a chegada de 2013 em uma versão mais que especial o Centro Cultural Banco do Nordeste realiza o Rock Cordel nos jardins do Teatro José de Alencar e a banda realiza um importante show, mostrando toda a sua versatilidade no palco.

 

Em maio de 2013 Lenine Matos assume o vocal e a banda segue direto para Forquilha -CE para realizar o primeiro show com o novo vocalista e a resposta do público foi fantástica. Importantes shows foram realizados em 2013 entre eles: Forcaos, shows no interior do estado nas cidades de: Ubajara, Crateús, Maranguape e Quixadá e a abertura do show do Andre Matos (ex-Angra).

 

01

Com a chegada de 2014, a banda se prepara para compor o novo disco intitulado “Intervention” e mais uma vez passa por mudanças em sua formação, saindo: Wilton Bezerra (Guitarra) e Pedro Neto (Bateria). Pasknel Ribeiro assume as baquetas e para gravar o novo álbum a banda convida Djam Rodrigues. O ano foi todo dedicado a gravação do disco rendendo apenas dois shows para banda: Rock Cordel em abril de 2014 e o Festival do Cuca em Novembro. Para o show do Festival do Cuca convidamos para uma participação especial Yago Sampaio da banda Intrusor de Maranguape-CE.

coldness intervention 2015

Em Março de 2015 o álbum “Intervention” é lançado e Yago Sampaio assume o posto de guitarrista da banda e com essa formação iniciamos mais um ciclo da banda com a realização de importantes shows no cenário alencarino. Podemos destacar os shows de abertura do Angra, Edu Falaschi, Tim Ripper Owens, Maloca Dragão, Forcaos, Festival Ponto CE e um dos mais importantes shows da banda o lançamento oficial no Anfiteatro do Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura onde fomos contemplados no edital das artes do Dragão do Mar na categoria lançamento de disco. 

Um novo momento surge para a banda com a saída do baterista Pasknel Ribeiro e a entrada de Cláudio Lima já com grandes shows agendados para 2017. Um novo ciclo se inicia e estamos ansiosos para mostrar o nosso novo show.

Coldness 2017

Coldness é:

Lenine Matos – Vocalista
Yago Sampaio: Guitarrista
Gabriel Andrade: Tecladista
George Rolim: Baixista
Cláudio Lima: Baterista